9 de fev de 2012

PORQUE AMO MEUS PAIS

Amo meus porque deles eu recebi a vida.
Tudo que sou e serei só a eles deverei.
Meus pais não medem esforços para para me dar: conforto material e espiritual.
Na alegria e na dor nunca desanimam.
Estão sempre a fazer mais e mais por mim.
Quando adoeço me cercam de carinho e de cuidados.
Estão sempre me encorajando para os estudos.
Sei que de meus pais terei tudo aquilo que uma filha pode ter: amor, compreensão e ternura.
Não invejo os pais de ninguém, porque os meus são os melhores entre todos.
Que escreve é uma filha muito reconhecida: Anita.
(Anita Aparecida Martins. Concurso Literário Estudantil. Cia Jornalística Calda Júnior "Correio do Povo". Porto Alegre, 1969).


          ( Meus pais: Agrícola Martins  e
    Anita Vieira Martins - Gramado / 1968)

5 de fev de 2012

O PASTOR

"Que posso eu lhe dar, pobre como sou?


Se pastor eu fosse, uma ovelha eu Lhe daria;


Se sábio eu fosse, toda dedicação;


Que posso, então, Lhe dar, senão meu coração!"


( C. Rossetti)